22/11/2008

"O Carimbo Dos Anjos" (Dueto)


foto...a poesia do corpo

EU
nem que seja somente o deslizar das vertigens por onde caem as cores das palavras despidas do insípido, e vestidas de cor dos anjos que também pecam...eu quero!

aconteceu porém algures para os lados onde ficam as estrelas, no encanto das mesmas sorri a lembrança de uma aventura estranha, nem sei como dizer, se caem os cometas, ou são as cores que se elevam e depositam nos céus, apenas receio o sol mandão que de um momento para o outro queima o breu por onde passam os flashes da lua.

de onde és tu beleza estranha?

ELA
quisera eu navegar por pontos brilhantes...e no final do caminho descobrir ser somente centelhas cintilantes dos teus olhos.
de onde sou....? não sei...o que sou....um ser de carne e osso, de estômago e coração, de mãos e pés....e principalmente um ser sortudo por atrair joaninha em forma de humano como tu.

para onde vais, constelação húmida?

EU
Aqui me encontras no fantástico circuito onde se fabrica poesia nas linhas de assimetria , num dueto esculpido de dupla face, e até nas missivas depositadas na caixa da magia.

será que te sigo centelha cintilante de pé descalço?

será que és nuvem despejando o teu orvalho em mim?


ELA
não posso ser nuvem, não posso aceitar ser algo quase inatingível....
aceito ser lufada de ar, aceito ser gotas...se tudo isso se desfizer em ti...no teu eu.
duetar (palavra esta que acabo de inventar - perdoa) com magia requer muita química, muita faísca e pés entrelaçados...
ao ponto da química certamente alcançamos...mas...e o resto?
Noto… sinto doçura em tua boca, a forma como se curva quando lapida uma frase rara e a consome em beijos húmidos e aliciantes.
(penso cá para mim....convinha não me viciar)

ELA Beijo leve
EU…o meu beijo segue no sopro do vento!!!



By...Jorge Vieira Cardoso And...Anja Rakas

13 comentários:

Anja Rakas disse...

E foi assim de forma surpreendente que me fiz a terra de sonhos pecadores e troca de olhares cegos.
Vi-me a espreita de um sorriso graduado pela percepção de uma emoção doce e pegajosa.
Gostei teres sido tu a primeira gota de mel transbordante de um copo vazio.
Aos poucos enche...enche...e voltarás a vazar..(quem sabe).

Beijos

Anja Rakas disse...

E foi assim de forma surpreendente que me fiz a terra de sonhos pecadores e troca de olhares cegos.
Vi-me a espreita de um sorriso graduado pela percepção de uma emoção doce e pegajosa.
Gostei teres sido tu a primeira gota de mel transbordante de um copo vazio.
Aos poucos enche...enche...e voltarás a vazar..(quem sabe).

Beijos

águia_livre disse...

Que grande imaginação. parabéns

Visitem:

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com/

Sejam felizes

NAELA disse...

Wowww lindo! Este dialogo onde as palavras tocam na sensualidade de um corpo, beijam cada letra perfumando os sentires de quem te le!
Um beijo perfumado

impulsos disse...

Este é o melhor resultado dos duetos que tenho lido nos últimos tempos.
A cumplicidade que uniu as vossas almas no momento em que o conceberam, fez das palavras a magia que se pode ler.
Parabéns!
Está realmente muito, muito belo!!!

Beijos a ti, Jorge e à Anja Rakas também

Betty Branco Martins disse...

.querido _________Jorge





.e






assim de forma




.tão.bela





_______gotas de luz




em nós se______espalham




.palavras.sentires



____"o carimbo dos anjos"



_____________...




parabéns!____Jorge e Anja Rakas











beijO_____C______carinhO

Joaquim Amândio Santos disse...

o melhor cmbate à pseudo intelectualidade poética é derrimir argumentos com a riqueza vocabular da língua de Camões sem receios nem constrangimentos.

assumidamente esse namoro aqui acontece e com um final feliz!

Menina do Rio disse...

As nuvens transformam-se em água que banham-nos suavemente ao cântico dos anjos...

Um beijinho

SAM disse...

Huauuuuu ....Que beleza! Não que me espante com o seu talento, Jorge, pois o tem de sobra...Mas a cada vez nos surpreende mais e mais, nos enlaça com a sua arte poética. Este dueto é realmente dos anjos! Porque nos faz flutuar nesta atmosfera sensualissima, diáfana.

"não posso ser nuvem, não posso aceitar ser algo quase inatingível....
aceito ser lufada de ar, aceito ser gotas...se tudo isso se desfizer em ti...no teu eu."

Divino!!! Obrigada, amigo por este belo momento.

Beijos e aplausos!

mar disse...

gostei do dueto, principalmente da interacção entre os dois sujeitos poéticos. gostei de o ler ouvindo o "gracias a la vida" de violeta parra.

um abraço.
passo sempre por cá.

mar.

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Que dueto perfeito! Amei! Claro que consegue, sim! O amor é capaz de qualquer coisa.
Bom fim de semana! Beijos

Betty Branco Martins disse...

.querido________Jorge










passa por favor no
"FRAGMENTOS"______obrigada:)









beijO______C_______carinhO

ematejoca disse...

Li no blogue da Betty, que era do Porto, e vim a correr para aqui. Afinal é da Lixa!!!
Mas valeu a pena ver o seu blogue.

Feliz 1º domingo de advento!

Seguidores

Contagem de visitas

Music


MusicPlaylist