29/12/2009

365/366




O caos é o flamância escurecida na borrasca gástrica. Ardente depósito de gelo caldeado em borbulhento juízo. O caos amanhece não pairo de asas fracturadas. Ele é, estremecimento febril acometido num imerso manto inumado em degredo.
Cria-se uma rota na qual o rosto quadrado imortalizou a indiferença, conspurco é, nas vestes sumptuosas do rei… rasguem-se em Dezembro imperfeição e renova-se em Janeiro esmero.

4 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes...
e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE!!!

Abraços com todo meu carinho
FELIZ 2010

Graça disse...

Que esse Janeiro marque o início de mais um ano de realização pessoal e literária, para ti, meu querido Jorge. E que eu possa assistir :).


Um beijo terno.

. intemporal . disse...

.

. :)))) . bel.íssima foto . as palavras in.comentáveis .

. com amizade,,, .

. desejo um ano de 2____0____1____0 .

. a ser o ventre da serenidade .





. sempre,,, .




. paulo .

.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Espantas-me, Jorge. Muito.

Mas hoje em particular, querido amigo, os meus votos de um ANO NOVO FELIZ onde os teus desejos contemplem a AMIZADE E O AMOR UNIVERSAIS, SEMPRE :)

Abraço grande

Seguidores

Contagem de visitas

Music


MusicPlaylist